Comissão da Verdade lança livro baseado em Relatório de Eliseu Gabriel

Publicação: 27/06/2013

O Secretário Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo e vereador Eliseu Gabriel, relator dos trabalhos, afirma que a Comissão foi necessária para que todos conhecessem os desmandos e a violência da ditadura que se instalou no Brasil em 1964 e se manteve por 21 anos

A Câmara Municipal de São Paulo lançou, dia 21 de junho, livro do Relatório Final dos Trabalhos da Comissão da Verdade Vladimir Herzog, que investigou as violações aos direitos humanos ocorridas em São Paulo durante o regime militar. A publicação já está disponível na Internet.

O documento, apresentado pelo Secretário Municipal do Desenvolvimento, Trabalho e Empreendedorismo Eliseu Gabriel, no ano passado, Vereador e Relator da Comissão, foi aprovado durante a 5ª Conferência Municipal de Direitos Humanos, em dezembro de 2012.

A Comissão da Verdade Vladimir Herzog atuou entre maio e dezembro de 2012, e recebeu diversas pessoas envolvidas na história do País durante a Ditadura, como a relatora da CPI da Vala de Perus em 1990, Tereza Lajolo; os ex-presos políticos, Rose Nogueira, Raphael Martinelli, Ivan Seixas e Maria Amélia Almeida Telles; os advogados de presos políticos na época, Idibal Pivetta e Airton Soares, entre outros.

Durante esse período, nos sete meses em que atuou na Comissão da Verdade, Eliseu Gabriel trabalhou para trazer à luz fatos históricos, até então desconhecidos por parte representativa sociedade. Trecho do texto do Relatório Final da Comissão Municipal da Verdade Vladimir Herzog acentua que "a leitura do presente relatório, que traz fragmentos dos depoimentos de ex-presos políticos e divulga as atrocidades perpetradas pelo regime militar, é um passo para que a sociedade conheça e repudie a ação nefasta daquele regime.

O relator dos trabalhos, Eliseu Gabriel, se expressa da seguinte forma sobre o período da ditadura militar: "A luta por liberdade, justiça e democracia seguem vivas e muito atuais. Precisamos avançar bastante em termos de direitos humanos. Aqueles que torturaram e estupraram, praticaram crimes de lesa-humanidade e têm que ser julgados. Não se trata de revanchismo, mas de respeito ao ser humano e até de segurança para todos nós, hoje e no futuro. Isso não pode se repetir."

Clique aqui para conferir o livro na íntegra.

Mídias Sociais

Fale com o Vereador

É o presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esportes da Câmara Municipal de São Paulo, eleito neste ano de 2020 pela sexta vez. É, também, o Corregedor da Câmara.

Receba nossos informativos

Câmara Municipal de São Paulo

Viaduto Jacareí, 100 - 6° andar - São Paulo/SP

Cep: 01319-040

Telefone: (11) 3396-4000

 

Escritório Político

Av. Agenor Couto de Magalhães, 235

Cep: 05174-000

Telefone: (11) 3902-3543

 

Assessoria de Imprensa

Vivi Bueno

+55 11 3396-4403

vivibueno@saopaulo.sp.leg.br