Eliseu Gabriel abre 1ª Semana de Paradiplomacia do Município de São Paulo

Publicação: 24/08/2021

Evento segue até a próxima sexta-feira, 27, com ampla programação on-line e gratuita.

O desenvolvimento sustentável urbano tem sido tema de discussão mundo afora. E para acompanhar o ritmo de crescimento das cidades, seja em qual canto do planeta for, é preciso planejamento. Neste contexto, para garantir qualidade de vida à população, municípios brasileiros e de outros países dependem de políticas públicas efetivas para promover ações ambientais, sociais, econômicas e culturais.

Diante da relevância do assunto, o vereador Eliseu Gabriel deu início à “1ª Semana de Paradiplomacia do Município de São Paulo”, evento realizado em parceria com entidades e organizações do setor para discutir a Paradiplomacia em suas dimensões teóricas e técnicas  A cerimônia de abertura aconteceu de forma on-line na tarde deasa segunda-feira (23/8).

Além do vereador, participaram da solenidade a secretária municipal de Relações Internacionais da capital paulista e ex-prefeita, Marta Suplicy, a vice-prefeita de Recife, Isabella de Roldão (PDT), Profª. Janina Onuki (Relações Internacionais USP), Rodrigo, Corradi (ICLEI), com mediação do Prof. Marcos Fávaro (Unip). Outros especialistas da área farão palestras ao longo desta semana de atividades.

 

Autor da iniciativa

O vereador Eliseu Gabriel também é o autor do PL (Projeto de Lei) 193/2021.  A proposta, aprovada em primeiro turno e que segue em tramitação na Câmara Municipal de São Paulo para ser apreciada em segunda e definitiva votação, inclui no calendário oficial da cidade a “Semana Municipal da Paradiplomacia”. O projeto sugere que a iniciativa seja celebrada anualmente na quarta semana do mês de agosto.

Ao iniciar o evento, ele ressaltou que a paradiplomacia é a ação internacional das unidades subnacionais, buscando cooperação técnica em temas vitais da administração pública, e deve ser vista como uma ferramenta complementar à diplomacia do governo federal. “Não é só para tratar de temas necessários de políticas públicas, mas para tratar de novas atividades profissionais que se mostrarem imprescindíveis para a nossa época”, disse Eliseu.

Durante os próximos dias, o evento vai contar com extensa programação. Na agenda estão previstas palestras e mesas-redondas com especialistas acadêmicos. E esse foi um dos pontos destacados pelo parlamentar. De acordo com Eliseu Gabriel, é importante estreitar a relação entre as entidades, universidades e o Poder Público.

“Esse intercâmbio entre quem pensa e quem executa, de quem toma as decisões políticas, é fundamental para que o país prospere”, falou o vereador.

 

Secretária Municipal de Relações Internacionais

Palestrante da Semana de Paradiplomacia, a secretária municipal de Relações Internacionais da capital paulista também participou da solenidade de abertura. Marta Suplicy lembrou que a pasta foi criada por ela, em 2001, quando eleita prefeita de São Paulo (2001- 2004).

Marta destacou o trabalho da secretaria municipal de Relações Internacionais e explicou o conceito da paradiplomacia. “Ela dialoga com todos os cônsules. Aqui, nós temos a maior representação de consulados do mundo. São 53 consulados na nossa cidade. Também dialogamos com Embaixadas. Temos na nossa secretaria a nossa unidade bilateral e a unidade multilateral, que interagem com países e com redes de cidades”.

 

Vice-prefeita do Recife

A vice-prefeita do Recife, Isabella de Roldão (PDT), também falou sobre os consulados. De acordo com ela, a capital pernambucana tem o segundo maior número de representações consulares do país, com 44 polos, ficando atrás apenas da cidade de São Paulo.

Isabella de Roldão, assim como o vereador Eliseu Gabriel, considerou essencial aproximar o conhecimento acadêmico do Poder Público para que as ações científicas sejam colocadas em prática. Outro ponto destacado por ela foi sobre as pautas de sustentabilidade.

“Para que a gente pare com as queimadas, que a gente diminua os carros nas ruas, que a gente estimule a sociedade a usar mais a bicicleta e a caminhar mais para diminuir a emissão de carbono. Recife assinou o protocolo de intenções para neutralizar o carbono até 2050”, disse a vice-prefeita, que completou. “É importante a gente saber que a pauta de gênero está posta também como política de sustentabilidade”.

 

Ambiente acadêmico

A professora e diretora do Instituto de Relações Internacionais da USP (Universidade de São Paulo), Janaina Onuki, considerou essencial estreitar os laços entre as universidades e a população.

“Faz falta a Universidade discutir com o Poder Público os temas internacionais. Eu acho que os temas internacionais e a paradiplomacia têm que aproximar mais esses dois atores, e chegar mais perto da população”, disse Janaina Onuki.

Ela também disse que a USP tem um programa de estudo para se aprofundar em temas municipais relacionados ao desenvolvimento de políticas públicas. “Hoje, a gente tem pesquisas sobre várias temáticas voltadas para os municípios, sobretudo ambiental. Por enquanto, para os municípios do Estado de São Paulo”.

 

Organização governamental

Rodrigo Corradi, subsecretário-executivo da ICLEI América do Sul – Governos Locais pela Sustentabilidade – explicou que o foco do trabalho é no desenvolvimento urbano sustentável. Em todo o mundo, a organização atua em mais de 125 países.

Corradi citou como fundamentais as chamadas ações de cooperação entre governos locais e regionais para buscar soluções aos desafios impostos aos Estados e às cidades.

“Nós temos uma obrigação, como todos nós que estamos defendendo a lógica da cooperação, de escutar e sermos reativos às necessidades da mudança. E a necessidade da mudança tem que ser entendida como o cerne da agenda de cooperação”, disse o subsecretário-executivo da ICLEI América do Sul.

Ele ainda lembrou como a ação cooperativa entre municípios impacta a vida das pessoas, e falou sobre a necessidade de mudanças. “A diversidade de perspectivas nos une, o desenvolvimento focado no território nos une, e o debate propositivo de ideias nos fará mais fortes.”

 

Mediador da abertura da Semana de Paradiplomacia

O mediador da abertura da “1ª Semana de Paradiplomacia do Município de São Paulo”, Marcos Fávaro, que também é especialista do assunto e um dos palestrantes do evento, fez as considerações finais.

Fávaro explicou como será a programação nos próximos dias. “Nós temos mesas redondas, com palestras de figuras representativas da paradiplomacia, temos minicursos para aquela pessoa que quer ter um contato com a paradiplomacia e quer saber o que é a profissionalização. E temos também os GTs (Grupos de Trabalho), um espaço modesto de publicações”.

 

A Semana segue até sexta-feira, 27, e a sua programação completa pode ser conferida aqui e na plataforma do evento www.even3.com.br/paradiplomacia2021

Saiba mais sobre o tema, acesse aqui.

A transmissão de todas as atividades também acontece no canal do YouTube do vereador Eliseu Gabriel.

Clique aqui.

 

CONFIRA A ÍNTEGRA DA CERIMÔNIA DE ABERTURA

 

Fonte: Com Portal Câmara São Paulo

Mídias Sociais

Fale com o Vereador

É o presidente da Comissão de Educação, Cultura e Esportes da Câmara Municipal de São Paulo, eleito no ano de 2020 pela sexta vez.

Receba nossos informativos

Câmara Municipal de São Paulo

Viaduto Jacareí, 100 - 6° andar - São Paulo/SP

Cep: 01319-040

Telefone: (11) 3396-4403

E-mail: vereador@eliseugabriel.com.br

WhatsApp: (11) 94364-0123 (de 2ª a 6ª, das 10h às 19h)

 

Escritório Político

Av. Agenor Couto de Magalhães, 235

Cep: 05174-000

Telefone: (11) 3902-3543

 

Assessoria de Imprensa

Vivi Bueno

+55 11 3396-4403

vivibueno@saopaulo.sp.leg.br